quarta-feira, 30 de agosto de 2017

NÃO VI PRECONCEITO DA RENAULT. VI DESCONSTRUÇÃO DE PRECONCEITO.

tonY paCheco 

O sujeito que fala de preguiça nordestina fica imediatamente desmoralizado pelo anúncio. E o que trata da lentidão baiana é desmoralizado também pela prontidão do motorista baiano. Vou rasgar meus diplomas de Psicanálise e Jornalismo e vou voltar a estudar, pois acho que desaprendi...

Por favor, usem este link abaixo. No rodapé do link tem os dois anúncios. Peço que confiram se estou totalmente errado ou se este site vejapolitica.com.br é que está forçando a barra.

http://vejapolitica.com.br/index.php/2017/08/29/vergonha-renault-lanca-campanha-preconceituosa-com-o-nordeste/

quarta-feira, 31 de maio de 2017

CORRA PARA VER O FILME "CORRA!" E APROVEITE E SEJA UM CIDADÃO-MODELO E VEJA "O CIDADÃO ILUSTRE"

toNY paCheco


Ontem, tivemos a oportunidade de frequentar o Circuito de Cinema de Arte de Salvador e, que grata surpresa! Há filmes neste circuito infinitamente melhores que idiotices como "Alien - Covenant" ou "Velozes e Furiosos 8", duas imbecilidades nas quais perdi meu suado dinheirinho. Em "Corra!" (em cartaz no Espaço Itaú de Cinema na Praça Castro Alves) o racismo é tratado de uma maneira que mistura mastodôntica tragédia e pitadas de comédia, mantendo nossa atenção na tela num suspense contínuo. Já em "O Cidadão Ilustre" (Cinema da UFBA, na Faculdade de Educação no Vale do Canela), a reflexão em forma bem humorada é sobre um argentino que ganha o Prêmio Nobel e volta à sua terra natal para ser vítima de uma avalanche de inveja, preconceito, despeito, oportunismo, escorcha, rancores e todos os piores sentimentos que humanos vencedores despertam nos seus conterrâneos. Duas obras primas, cada uma no seu quadrado. Imperdíveis! Ah, em todos os dois cinemas tem lanchinhos superlegais, mas só no Espaço Itaú tem cerveja Heineken hehehehehehhe
Para ver os horários, vá para http://www.itaucinemas.com.br/home/ e http://www.saladearte.art.br/

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

MATARAM O SUPOSTO TERRORISTA DO MERCADO DE NATAL DE BERLIM: QUÊ DESGRAÇA É ESTA DE MUNDO EM QUE VIVEMOS?

Tunisiano invade mercado em Berlim e mata pessoas inocentes. Governo italiano o mata antes de interrogá-lo. JÁ VIMOS ESTE FILME VÁRIAS VEZES na Rússia, na Turquia, nos EUA, na França e até no Brasil.

tonY PaCheco

É SUSPEITO DEMAIS este negócio de matar os supostos criminosos ANTES DE INTERROGÁ-LOS. Nunca saberemos QUEM ESTÁ POR TRÁS do atentado. Pode ser o próprio governo alemão. Pode ser o governo tunisiano. Pode ser a Rússia. Pode ser a CIA americana. Pode ser um espírito maligno vindo do espaço sideral. Pode ser qualquer coisa. A única coisa que fica clara nesta questão de atentados terroristas é que TODOS OS GOVERNOS AMAM ATENTADOS TERRORISTAS quando estão com baixa popularidade. Putin faz isso na Rússia. Os EUA fazem direto em seu país. O Brasil faz direto com morticínios que desviam a atenção dos problemas generalizados do País. A Turquia faz direto para desviar a atenção do governo fascista do Sr. Erdogan. Enfim, MATAM os supostos terroristas para que a VERSÃO OFICIAL dos atentados ou crimes em geral seja MANTIDA e a mente das pessoas submetidas a esta MANIPULAÇÃO nunca tenha acesso ao que ESTÁ POR TRÁS do tal atentado ou crime hediondo. Ah, e a mídia burra, amestrada e manipulada-manipuladora FICA CALADINHA.

Use o link abaixo para ver o espetáculo dantesco da mídia manipuladora e dos governos pra lá de suspeitos...

https://br.noticias.yahoo.com/fim-da-ca%C3%A7ada-ao-tunisiano-123500649.html?soc_src=social-sh&soc_trk=fb

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

A ODEBRECHT E A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: VAI SER TODO MUNDO PRESO OU OS RÉUS VÃO MANDAR PRENDER O JUIZ?

tonY Pacheco


Revista "Veja" de 14.12.2016: documento histórico.
É a pergunta que estou me fazendo após ler a edição da revista "Veja" do dia 14 último que só agora chegou às minhas mãos e eu devorei. PSDB, DEM, PP, PCdoB, PT, PMDB e a sopa de letrinhas inteira metida em situações escabrosas. E, pior, na mesma edição mostra-se a titubeante Corte Suprema. E a revista antevê que em 2017 não ficará pedra sobre pedra se tudo for investigado e julgado. Aí lembrei-me do ex-premier ladrão da Itália, Bettino Craxi, que ao ser pego com a boca na botija da "Operação Mãos Limpas" (a Lava-Jato de lá), fez um discurso em que desafiou os políticos dizendo que eram todos corruptos como ele e fugiu para a Tunísia, onde tinha uma mansão hollywoodiana, na qual viveu com o dinheiro roubado dos italianos até sua morte. E me pergunto: e os ladrões daqui? Vão fugir para Miami ou vão prender o juiz?
Bettino Craxi fugiu da Itália com seus milhões roubados

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

MONTADORAS DÃO DESCONTOS DE ATÉ 205 MIL REAIS NA COMPRA DE CARRO ZERO. MAS SÓ PARA RICOS...

tony pACHECO

É incrível, mas é verdade: enquanto pegam dinheiro do BNDES com juros negativos (abaixo da inflação) e por isso continuam aumentando o preço dos carros voltados para a classe média, as montadoras de veículos no Brasil dão descontos de até 205 mil reais num carro de milionário, como é o caso do Mercedes-Benz S63L AMG 5.5 V8, que baixou de 1,038 milhão de reais para 833 mil. Uma pechincha (kkkk)! Esta é a mesma Mercedes da qual um dos diretores disse que vendia carros mais caros no Brasil do que em outros países “porque o brasileiro gosta de pagar mais caro” ou coisa que o valha.
Outra “pechincha” vem da Maserati, cujo Quattroporte 3.8 V8 baixou 100 mil reais: de 1,350 milhão para 1,250 milhão. A Porsche não ficou atrás, baixou 65 mil reais o preço do Panamera S 3.0, de 758 para 693 mil reais. A Audi tirou 47 mil reais do preço do seu A4 2.0 Avant, que passou de 187 mil para 140 mil. Os preços promocionais estão na tabela da revista “Quatro Rodas” de dezembro de 2016.


“MÍDIA DA RODA” NÃO FALA

Os pouquíssimos jornalistas que se dedicam a analisar o mercado automobilístico brasileiro com isenção (não fazem parte da “Mídia da Roda”, aquela concorrente da “Mídia da Bola”, que cuida do futebol...), ficam estarrecidos ao comparar o comportamento das montadoras americanas na crise de 2008/2009 com as mesmas montadoras instaladas no Brasil nesta “crise” atual. Nos EUA a maior montadora, a General Motors, valia 100 bilhões de dólares nos anos 1990 e, em 2008, caiu para menos de 6 bilhões de dólares. A solução encontrada foi vender todos os carros zero pela metade do preço. Assim conseguiu-se uma recapitalização e com a ajuda financeira do governo americano, o mercado saiu do inferno astral.
Mas, no Brasil, não. Nos últimos dois anos, o mercado de carros zero no Brasil caiu 30%, mas os veículos que são oferecidos à classe média, NENHUM BAIXOU de preço. Pelo contrário, continuam sendo remarcados todos os anos como se “crise” alguma os abalasse. E por que? Porque, nas administrações de Lula, o governo federal simplesmente abriu mão de parte do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e o governo, e não as montadoras, promoveu uns 10% de baixa no preço dos carros. Também passaram a emprestar dinheiro às montadoras estrangeiras (tautologia, pois todas são estrangeiras...) com JUROS ABAIXO DA INFLAÇÃO. Ou seja, as montadoras não precisam se preocupar com queda nas vendas, pois pegam dinheiro quase de graça nas mãos do governo, segundo Marcos Lisboa declarou à revista “Quatro Rodas”. Se reemprestassem o dinheiro que recebem do BNDES, seria melhor para as montadoras turbinar seus bancos próprios do que produzir carros... Lisboa foi secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (2003-2005), no governo Lula, e disse textualmente: “O setor automotivo é o mais protegido da economia brasileira (...) as fabricantes de veículos ganham benefícios como juros abaixo da inflação via BNDES”. E o governo do Sr. Temer, do PMDB/PSDB/DEM não alterou isso, daí os preços continuarem subindo como se não houvesse amanhã...

Soluções à vista? Nenhuma. Com este formato inalterado: 1) montadoras aumentando preços e vendendo aos brasileiros carros por preços maiores que no restante do mundo e para um público que ganha salários ridículos, como é o brasileiro; 2) governo tapando os buracos financeiros das montadoras com juros negativos, mesmo que o mercado de carros zero caia dos 30% para 50%, nem assim as montadoras venderão seus produtos mais baratos para os brasileiros. A não ser aqueles brasileiros “mais iguais que os outros”, parodiando George Orwell. Para estes a Land Rover tem um descontão de 44 mil reais no Range Rover Vogue 4.4 V8 Diesel, que de 650 mil pulou para baixo: 606 mil reais. E aí, vai se dar este presente de Natal? 

CARROS PARA "RÉUS" DA LAVA-JATO

                                               Audi Avant
                                                       Land Rover Vogue
Maserati
                                                          Porsche